i-HELPS – Health Environment Legal Prevention & Safety www.optionline.com

julho 7, 2017

IR_FDA_JUNHO_20171

Anúncios

i-HELPS Consolidation of FDA´s Orange book information and other drug related information sources. Includes New Drug approvals, generics and biologicals.

junho 1, 2017

ir_fda_MAIO_20171


Formulacheck

maio 26, 2017

FormulaCheck é uma ferramenta de análise virtual de fórmulas de produtos alimentícios, que alerta se os limites de ingredientes estão de acordo com as normas e regulamentos oficiais de cada país ou região onde o produto será comercializado. Fácil e prático: analise em um clique os limites de aditivos e também de coadjuvantes, contaminantes, pesticidas e microrganismos nas fórmulas dos seus produtos alimentícios Limites definidos e regulados por ANVISA, CODEX e diversos organismos em países da América Latina www.optionline.com

formulacheck-ico4 (1)


Portal i-HELPS www.optionline.com.br

março 22, 2017

IR_2017


Portal i-HELPS www.optionline.com.br

março 22, 2017

IR_medicamentosnovos_fev_20171


I-HELPS.COM café: Inteligência Regulatória Farmacêutica

março 9, 2017

IMG-20170309-WA0015


Big Data + Direito + Startup

março 7, 2017

Este artigo não tem a pretensão de dissertar sobre a natureza jurídica dos Bancos de Dados e nem sobre os aspectos polêmicos do Marco Civil da Internet.

A intenção aqui é relatar uma experiência pessoal, vivenciada por um profissional do direito que teve o grande prazer (sorte) de fazer parte de um projeto voltado para a extração informações gerenciais, estatísticas e estratégicas para empresas e departamentos jurídicos corporativos.

Do momento em que fiz a transição de minha carreira profissional – quase toda ela construída como advogado atuante em escritórios de advocacia especializados nos segmentos de seguros e de mídia – para uma uma Startup produtora de conteúdo jornalístico de dados no segmento de life sciences, fui advertido logo no primeiro dia de trabalho pelo diretor da nova empresa que a filosofia de trabalho e a capacidade de inovação/produção de informação relevante era tão apaixonante que certamente eu nunca mais teria interesse em retornar aos modelos tradicionais de escritórios.

Acredito que o desafio desta nova fase poderia se resumir em uma frase que é quase um mantra para Startups, e que não há como deixar de reproduzir aqui: “Criar algo inovador”.

Na tentativa de encontrar um produto disruptivo, muitas ideias surgiram e foram colocadas em prática em diversas áreas do conhecimento, mas sempre houve a intenção de desenvolver alguma aplicação tecnológica voltada para o mundo jurídico.

A intenção não era apresentar coleções digitais de repertórios de jurisprudência e modelos de peças jurídicas, ou mesmo softwares de gerenciamento para acompanhamento processual, mas sim criar algo nunca visto antes.

Conversando com outros advogados que trabalhavam em departamentos jurídicos de empresas, houve a identificação de uma demanda interna recorrente. Eles gostariam de ter em mãos relatórios gerenciais e indicadores de desempenho que pudessem dar suporte à seguinte afirmação: “A qualidade do Departamento Jurídico de nossa empresa é superior ao departamento Departamento Jurídico de nossos concorrentes”.

Para atender essa demanda iniciamos a fase de coleta de dados em Diários de Justiça, indexando palavras de interesse de forma a viabilizar a segregação de assuntos tratados em processos judiciais. Nesta parte do projeto houve uma espécie de “curadoria”, mediante análise jurídica das sentenças publicadas no DJe, para iniciar o processo de “machine learning”.

Com tudo devidamente separado e indexado, passamos a aplicar processos de contagem e de estatística para trazer informações estratégicas por segmento. Esta ferramenta está em pleno vapor hoje e se chama JURIMETRIX.

Como forma de exemplificar o potencial do JURIMETRIX podemos citar os seguintes exemplos:

Na apresentação institucional para o Conselho Diretor da empresa “A”, que atua no segmento das Operadoras de Planos e Seguro Saúde, o departamento jurídico tem condições de elaborar um relatório comparativo com as outras empresas do setor, da seguinte forma:

Com o JURIMETRIX há a possibilidade de fazer um ranking de performance dos advogados terceirizados que atuam nos processos judiciais das empresas, verificando o índice de aproveitamento em percentuais.

Neste caso a empresa “A” tem como avaliar de forma mais consciente se as contratações de profissionais colaboradores são as melhores para a empresa, tendo como parâmetro os índices de aproveitamento em demandas similares.

Além disso é possível estabelecer vários outros dados estatísticos, tais como tempo médio de processos em cada uma das varas, perfil de julgamento de cada juiz por assunto, tempo médio para análise de liminar, percentual de reversão de decisões liminares etc.

Uma coisa é certa. Os processos judiciais são fontes riquíssimas de informação, não só para profissionais do Direito, mas principalmente para as empresas extraírem dados gerenciais e de mercado que podem auxiliá-las tanto na melhoria de procedimentos quanto no desenvolvimento e inserção de produtos no mercado.

Este é o primeiro artigo sobre o JURIMETRIX. No próximo texto será abordado a forma utilizada para se extrair questões voltadas à saúde pública. Até lá.